quarta-feira, Março 21, 2012

Num caminho, na serra algarvia


Essa terra que te lambe os calcanhares enquanto caminhas,
Pelos caminhos de pó que não abriste, saúda-te! É Verão! E os cactos eriçados ao vento, lutam contra o caminho e afastam-te das margens conquistadas.

Aqui, consegues ouvir o som dos teus passos, ainda que o vento te apague as pegadas.

Aqui, no mundo longe do mundo, não soa um só murmúrio.

Etiquetas